releases Toggle

Nota de posicionamento CLIA Brasil sobre cuidados com o descarte de resíduos

A CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), entidade sem fins lucrativos, fundada em 2006, com o objetivo de atuar na regulamentação, promoção e expansão desta atividade no Brasil, reforça que as companhias de cruzeiros seguem uma rígida legislação de tratamento de resíduos líquidos e sólidos nacional e internacional (IMO – International Maritime Organization). Não se trata da política de uma empresa, mas sim de normas de todo o setor, que trabalha com segurança para preservar o meio ambiente.

Sobre o vídeo que está circulando nas redes sociais, reiteramos que a mancha que aparece trata-se de uma consequência do movimento dos motores revolvendo o material do fundo quando o Navio está parado ou manobrando. Atualmente, as embarcações ficam paradas dinamicamente, com os motores funcionando, para não girarem no eixo e, por ficarem a poucos metros do fundo, levantam areia, argila ou lama apenas em volta do Navio. Os sistemas de tratamento de resíduos são de última geração e o descarte só é feito a mais de 4 milhas da costa e em movimento, depois de um rígido tratamento, que resulta, na maioria das vezes, em um produto mais limpo do que a água em que os Navios navegam.

Abaixo, alguns exemplos de práticas atuais:

• Todas as escalas de navios dentro do Brasil são fiscalizadas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e pela Marinha do Brasil. Vale ressaltar que todas, sem exceção, são aprovadas por seguirem as normas.
• As empresas associadas à CLIA respeitam a política de descarte zero de esgoto sem tratamento, seguindo a MARPOL (Convenção Internacional para Prevenção da Poluição por Navios), e, muitas vezes, fazem muito além do que é indicado.
• Os navios de cruzeiros das companhias associadas à CLIA possuem oficiais de segurança ambiental a bordo, responsáveis por controlar todos os processos de tratamento de resíduos, reciclagem de materiais, além de coordenar e monitorar os procedimentos internos, visando atender às normas nacionais e internacionais.
• As companhias de cruzeiros reciclam 60% mais resíduos por passageiro do que uma pessoa recicla, em média, em terra.
• A cada ano, as empresas de cruzeiros reciclam 80.000 toneladas de papel, plástico, alumínio e vidro no mundo.

Aqui, um vídeo produzido pela CLIA Global sobre o assunto: https://www.youtube.com/watch?v=4nQMKKZfrHo

Comments are closed.