Sem categoria Toggle

CLIA Global divulga Relatório de Perspectivas sobre o Estado da Indústria de Cruzeiros para 2020

O novo estudo destaca um impacto econômico global sem precedentes e o compromisso com práticas de turismo responsável.

A Cruise Lines International Association (CLIA), a maior organização comercial da indústria de cruzeiros do mundo, publicou o relatório 2020 State of the Cruise Industry Outlook (Perspectivas sobre o Estado da Indústria de Cruzeiros para 2020). De acordo com a análise, a indústria de cruzeiros manteve 1.177.000 empregos, representando US$50,24 bilhões em salários e remunerações e US$150 bilhões em produção total em todo o mundo em 2018.

O relatório também revela um compromisso de todo o setor com práticas de turismo responsável, com foco na sustentabilidade ambiental e na gestão de destinos. O estudo destaca o investimento de US$22 bilhões da indústria no desenvolvimento de novas tecnologias de eficiência energética, parcerias com governos locais nos principais destinos e o compromisso de reduzir sua taxa de emissões de carbono em 40% até 2030, em comparação com 2008.

“Embora a demanda por cruzeiros tenha atingido novos patamares, a indústria de cruzeiros está acelerando nossos esforços para sermos líderes em turismo responsável”, afirma Kelly Craighead, presidente e CEO da CLIA. “Os nossos membros estão na linha de frente das práticas recomendadas concebidas para proteger a integridade dos destinos que visitamos e melhorar as experiências dos viajantes e residentes.”

Dados recentemente divulgados mostram que 32 milhões de passageiros deverão embarcar em cruzeiros, em 2020. Para atender à demanda contínua, a CLIA Cruise Lines está programada para estrear 19 novas embarcações no próximo ano, resultando em um total de 278 navios de oceanos dos associados da CLIA, projetados para operar até o final de 2020.

O crescimento do setor resulta em progresso econômico positivo nas comunidades em todo o mundo. De acordo com a recém-lançada Análise de Impacto Econômico Global da CLIA para 2018, os passageiros gastam US$376 em cidades portuárias antes de embarcar em um cruzeiro e gastam US$101 em cada destino nos portos que visitam durante um cruzeiro. A América do Norte é responsável pela maior taxa de viajantes em cruzeiros, com 14,2 milhões de norte-americanos viajando em cruzeiros em 2018.

 

“O impacto econômico do setor é de grande importância, especialmente no que se refere às contribuições dos cruzeiristas às economias locais e à geração de postos de trabalho. Com esses números e expectativas positivas, aliados às principais tendências e a um perfil do atual cruzeirista tão bem traçado, temos uma excelente ferramenta para alavancar cada vez mais o nosso setor. No Brasil, as expectativas são boas e esperamos que a temporada 2019/2020 tenha um impacto na economia acima de R$ 2,2 bilhões, um aumento de cerca de 6% em relação à temporada anterior”, disse Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos).

Tendências da indústria de cruzeiros para 2020

 

  1. Sustentabilidade ambiental: O desenvolvimento e a identificação de novas tecnologias e de combustíveis mais limpos constituem uma prioridade máxima para a indústria de cruzeiros, que continua a realizar investimentos substanciais na redução do impacto ambiental. O mais recente Relatório de Práticas e Tecnologias Ambientais da CLIA mostra um progresso significativo na adoção de práticas inovadoras, ao mesmo tempo em que o setor continua a explorar novas formas de aumentar a eficiência.
  • Gás Natural Liquefeito (GNL) – 44% da capacidade das novas embarcações dependerá do combustível GNL para propulsão primária
  • Sistemas de Limpeza de Gases de Exaustão (EGCS) – 68% da capacidade global utiliza atualmente EGCS, enquanto 75% das novas embarcações que não utilizam GNL contarão com o EGCS
  • Sistemas avançados de tratamento de águas residuais – 100% das novas embarcações terão estes sistemas instalados
  • Energia litorânea – 88% das novas embarcações terão ou serão aptas a incluir esta funcionalidade.
  • Áreas de foco adicionais – Embarcações movidas a bateria, práticas avançadas de reciclagem, uso reduzido de plástico, iluminação energeticamente eficiente, energia solar e célula de combustível.
  1. Gestão de destinos: Com o aumento da demanda e do crescimento na indústria de cruzeiros, vem a responsabilidade de fomentar o respeito e a cooperação com os destinos. Em colaboração com as comunidades locais, a indústria de cruzeiros está explorando maneiras novas e criativas de gerenciar o fluxo de visitantes e implementar os mais altos padrões de turismo responsável, incluindo:
  • Parcerias com governos locais
  • Chegadas e partidas escalonadas
  • Diversificação de excursões
  • Uso da energia litorânea
  • Gastos locais dos passageiros
  1. Cruzeiro e estadia: O Relatório de Perspectivas sobre o Estado da Indústria de Cruzeiros revelou que mais viajantes estão passando seu tempo nos portos e ao redor deles. Na verdade, 65% dos passageiros de cruzeiros passam alguns dias a mais nos destinos de embarque ou de desembarque.
  2. Redução do plástico de uso único: Os viajantes estão levando a sustentabilidade aos mares. O estudo concluiu que mais de oito em cada dez passageiros de cruzeiro reciclam (82%) e reduzem o uso de plásticos de uso único (80%) durante as viagens. Sete em cada dez viajantes também abandonam o uso de canudos de plástico.
  3. Geração adepta aos cruzeiros: A atitude em relação aos cruzeiros está mudando, independentemente das gerações. Mais de 66% das pessoas da geração X e 71% dos Millennials têm uma atitude mais positiva em relação aos cruzeiros em comparação com dois anos atrás.
  4. Viajantes sem acompanhantes: As taxas de casamento estão diminuindo e o número de adultos solteiros está crescendo globalmente. Como resultado, as companhias de cruzeiros estão respondendo à mudança na demografia de passageiros oferecendo cabines estilo Studio, atividades para solteiros, eliminando suplementos individuais e lounges isoladas.
  5. Microviagens: As durações das viagens continuam a mudar, com muitos viajantes à procura de viagens rápidas. As companhias de cruzeiros oferecem cruzeiros de pequeno porte durante um período de três a cinco dias, oferecendo itinerários mais curtos para uma variedade de destinos.

Para mais informações sobre as conclusões do Relatório de Perspectivas sobre o Estado da Indústria de Cruzeiros para 2020, visite:

https://cruising.org/news-and-research/research/2019/december/state-of-the-cruise-industry-outlook-2020.

Comments are closed.

O portal da CLIA Brasil usa cookies e tecnologias semelhantes para finalidades estatísticas a fim de conhecer melhor o perfil dos visitantes e seus interesses ao visitar nossas páginas. Os dados coletados são tratados de maneira anônima. SAIBA MAIS: o navegador utiliza arquivos de textos chamados Cookies, os quais possuem como principal função armazenar as preferências dos usuários sobre um determinado site na Internet.